quarta-feira, 14 de janeiro de 2009

A minha cidade!

De quando em vez é preciso olharmos as coisas pelo lado bom...menos mau digamos...
Fiquei muito contente com esta carta de um Setubalense ao director do jornal local!

"A cidade dos símbolos


Tenho um amigo que me diz “O que mais gozo me dá em viajar é o regresso a Setúbal”. Apesar de eu achar que viajar é muito mais do que ir e voltar, sou obrigado a concordar com o meu amigo num aspecto: o regresso a casa é um sentimento fabuloso.

Das viagens guardo muitas recordações. Guardo particularmente memória do contacto inicial com os “nativos”, por assim dizer. “Donde és?”, perguntam. “De Setúbal!”, respondo eu, num tom orgulhoso que não consigo esconder.

Depois da minha resposta, fico à espera da reacção deles. “Setúbal?... Terra do bom peixe!”, atiram sorrindo. Eu também sorrio. E penso na quantidade de respostas diferentes que me têm dado em cada lugar que estive. Às vezes fico a pensar se não será Setúbal a cidade mais conhecida em Portugal ou, pelo menos, a cidade com mais símbolos do nosso país, aquela que mais se faz representar.

Nas viagens que tenho feito, houve quem já me dissesse que vem à Arrábida meditar e “lavar” o espírito. Outros dizem que adoram o choco frito cá da terra. Os fãs do desporto-rei tecem elogios ao Vitória, os apreciadores gabam o Moscatel. Alguns lembram-se de ter vindo a Tróia em crianças, de atravessar o Sado e de ter visto os golfinhos a saltar ao lado dos ferrys. Os literários desafiam-me a declamar Bocage ou Sebastião da Gama.

Julgo que Setúbal é uma cidade de símbolos. Não vejo, com todo o respeito por todas as históricas cidades do nosso distrito, nenhuma que se lhe compare nesta região. Não digo que as outras não tenham os seus poetas, a sua gastronomia, o seu clube. Mas nenhuma delas conseguiu uma tão grande riqueza de símbolos, pelo menos em variedade.

Olho para o mapa do nosso país (exceptuando as mediáticas Lisboa e Porto) e anoto tudo o que me vem à memória ao olhar para o nome de cada cidade capital de distrito. Braga – Sé, arcebispos, Sp. Braga, Bom Jesus. Aveiro – ovos moles, ria, Beira-mar. Bragança – frio. Castelo Branco – Sport Benfica e Castelo Branco. Coimbra – estudantes, fado, Pedro & Inês. Évora – Templo de Diana, Capela dos Ossos. Faro – Farense. Guarda – frio. Leiria – União, pinhal, D. Dinis. Portalegre - Alentejo. Santarém – Ribatejo, touros. Viana do Castelo – mulheres com quilos de ouro ao pescoço. Vila Real – frio. Viseu – falam com os “esses”, frio, História de Portugal.

Creio que a cidade de Setúbal, e poucas para além dela, está bem presente na memória colectiva do nosso país. Tem um potencial invejável. Cabe a nós, setubalenses, aproveitá-lo, promovê-lo e divulgá-lo.


Jorge Faria"



Pena que com o aproveitamento, promoção e divulgação do potencial desta cidade não estejamos a fazer o suficiente.
Mesmo com todas estas coisas boas temos uma cidade e habitantes desprezada e desprezados pelas sucessivas classes de politicos deste país!
A começar pelos poderes locais...faz-se pouco quando tanto mais se pode e deveria fazer!

Abraço Sadino!!



®PetehuntToons
Até que o gato mie!